Phil Fish anuncia cancelamento de Fez II e sua saída da indústria

29 de julho de 2013

Phil Fish, criador do game indie Fez, divulgou através do Twitter que cancelou o desenvolvimento da continuação de seu game de puzzle em plataforma, e está fora da indústria de jogos. Ele já foi alvo de duras críticas durante o desenvolvimento do primeiro jogo, e algumas polêmicas já rondaram sua carreira após algumas declarações feitas pelo próprio.

Uma dessas declarações foi quando ele disse, durante a GDC 2012 (Game Developers Conference), que jogos japoneses não prestam, o que claro, gerou várias críticas e ataques a ele, ainda mais que ele reafirmou a própria declaração em seguida através do Twitter. Mas a nova polêmica gira em torno de uma discussão com o jornalista da GameTrailers, Marcus Beer.

phil fish

O motivo foi simplesmente porque Phil Fish, e Jonathan Blow, o criador de Braid, não quiseram expor suas opiniões sobre a política de publicação de jogos independentes do Xbox One, durante uma entrevista. Sendo assim, o jornalista provocou ambos os criadores em seu programa, chamando-os de ‘hipsters de merda’, entre outras coisas. O que desencadeou uma longa discussão entre o criador de Fez e o jornalista no Twitter.

Logo após a discussão, Phil Fish simplesmente disse em um tweet que pra ele chega, Fez II está cancelado, e adeus. E esclareceu depois dizendo que está fora da indústria de jogos, pois escolheu não ter que lidar mais com esse tipo de abuso.

tweet_phil_fish

Phil Fish certamente já passou por maus bocados, muito por ter dito o que não devia, mas talvez tenha sido perseguido até demais. Sofreu várias críticas durante o desenvolvimento de Fez, pois o jogo levou bem mais tempo do que o previsto. Parte da angústia do criador pode ser vista no filme Indie Game: The Movie, que aliás é um documentário muito interessante sobre o desenvolvimento de jogos, e é altamente recomendado para todos os gamers. O filme recebeu uma nova versão recentemente, comentado aqui no site.

Redator da SuperGamePlay, se apaixonou por videogames na primeira vez que jogou Atari. Preza por uma boa história, é fanático por Metal Gear e está sempre em busca de bons jogos indies. Ama consoles, mas também não larga o PC. Tudo o que queria era mais tempo para terminar todos os jogos que gostaria.