Nostalgia pura! Relembre os 10 melhores jogos do PSOne

13 de dezembro de 2014

Este mês de Dezembro é marcado por uma data muito especial para os gamers, o aniversário de 20 anos do querido PlayStation 1, lançado em 3 de Dezembro de 1994 no Japão. O console foi berço de muitas franquias de sucesso, que perduram até os dias atuais. Para comemorar, decidimos fazer uma lista com os 10 jogos do PSOne que mais nos marcaram.

Infelizmente, nem todos nossos jogos queridos conseguiram entrar na lista dos dez, já que foram lançados muitos excelentes games no console da Sony. Alguns dos mais notáveis entram na nossa seção de menções honrosas. E como qualquer lista, esta é montada de acordo com a opinião pessoal de nossa equipe. Sendo assim, queremos saber também de você: quais jogos foram mais marcantes? Deixe sua opinião nos comentários.

Crash Bandicoot (1996)

crash

Além de ser um dos mascotes do PlayStation, Crash Bandicoot é um dos maiores clássicos do console. Com gameplay extremamente divertido, o game encantava com seu visual colorido e músicas viciantes que ficavam na cabeça. Poucos lembram, mas o game foi desenvolvido pela Naughty Dog, empresa chave dos exclusivos do PlayStation atualmente. Crash Bandicoot ainda recebeu algumas ótimas continuações, inclusive um game no estilo de Mario Kart, mas infelizmente, a série não se deu muito bem nas gerações seguintes. Com seus anos de glória já quase esquecidos, fãs ainda possuem a esperança de um novo jogo que traga o divertido personagem e estilo de volta.

Castlevania: Symphony of the Night (1997)

Castlevania: Symphony of the Night

Considerado pelos fãs da série como o melhor Castlevania de todos os tempos, Symphony of the Night foi o primeiro jogo não-linear da série, restringindo as áreas do jogo até que determinada habilidade fosse conquistada, como a possibilidade de se transformar em lobo, morcego e posteriormente em neblina. Aliado à consagrada jogabilidade 2D da série, o jogo recebeu elementos inovadores e até então característicos a jogos de RPG, como a evolução dos atributos de Alucard, utilização de itens, equipamentos e a possibilidade de explorar livremente o castelo. Apesar de não ter tido sucesso imediato, Symphony of the Night está sempre presente em listas de melhores jogos de todos os tempos.

Final Fantasy Tactics (1998)

sgp_top10_psone_fftactics

Muitos consideram Final Fantasy VII e VIII como os clássicos definitivos do PSOne e apesar de igualmente fantásticos, uma das pérolas mais ignoradas do primeiro console da Sony é definitivamente Final Fantasy Tactics. O RPG de estratégia assustou muitos fãs da série, já que apresentava uma dinâmica de jogo completamente diferente. Porém, as mais de 20 classes de personagens e as dezenas de horas gastas em combates brilhantemente executados davam uma sensação de conquista muito superior a outros games da franquia. Além disso, os belos gráficos isométricos que retratavam o mundo de Ivalice e a história intrigante e bastante adulta para a época, dão ainda mais charme para esta preciosidade do PSOne.

Metal Gear Solid (1998)

metal-gear-solid

Metal Gear Solid é sem dúvida um dos maiores clássicos do PSOne. O jogo definiu o gênero stealth, e abriu caminho para continuações que assim como ele, tiveram grande sucesso, tornando a franquia uma das mais queridas dos jogadores. O game era marcado por criativas batalhas de chefes (não há um jogador que tenha jogado que não se lembre da luta contra Psycho Mantis), e também por sua história. Apesar de não ser o primeiro jogo da franquia, Metal Gear Solid apresentou os personagens e épica história para um novo público, definindo seu estilo próprio e único do mestre Hideo Kojima, utilizado até hoje nos jogos mais recentes da franquia.

Resident Evil 2 (1998)

sgp_top10_psone_resident_evil2

Apesar do primeiro Resident Evil ter sido um marco para o gênero, foi somente com o segundo game da franquia que a Capcom realmente mostrou suas qualidades, entregando um jogo superior em todos os quesitos. A escolha entre dois personagens bem desenvolvidos e interessantes era um charme a parte. Os sustos, a brutalidade, as criaturas horrendas e os inúmeros quebra-cabeças se encaixavam perfeitamente com a história; e o foco na sobrevivência (ao invés de ação constante) fez de Resident Evil 2 (assim como Silent Hill) um dos melhores jogos do PSOne.

Tekken 3 (1998)

Tekken3

Tekken 3 certamente foi o auge da série no PSOne, sendo o terceiro jogo da franquia lançado no console. O game era diversão certa em reuniões de amigos, e apresentava um grupo de lutadores bem diverso, muitos que já estavam em outros jogos além de novos lutadores, como o brasileiro capoeirista Eddy Gordo, um dos mais icônicos personagens dos jogos de luta. Eddy pode ter sido um dos motivos de tamanha adoração dos fãs brasileiros, já que ele apresentava desempenho excelente, tornando-o muito difícil de ser batido, principalmente por aqueles viciados em jogar com ele.

Dino Crisis (1999)

DinoCrisis

Seguindo o mesmo estilo de gameplay de Resident Evil, Dino Crisis substituía os zumbis por dinossauros. O jogo contava com diversas cenas memoráveis, como qualquer parte com o gigante T-Rex, o mais temível do game. Dino Crisis tinha Regina como protagonista, uma agente encarregada de capturar um doutor desaparecido em uma ilha isolada. Como se pode imaginar, muitas coisas dão errado, e descobre-se a existência de dinossauros logo no início do game, quando aparece pela primeira vez um Velociraptor. O game era muito inteligente, com uma ótima história e diversos quebra-cabeças criativos, assim como Resident Evil.

Legacy of Kain: Soul Reaver (1999)

SoulReaver

A série Legacy of Kain começou no PSOne com Blood Omen, um dos primeiros jogos lançados para o console da Sony, mas obteve real sucesso com o aclamado Legacy of Kain: Soul Reaver. O jogo é extremamente querido pelos fãs da série, e apresentava o personagem Raziel, um ex-vampiro em busca de vingança. O grande foco do jogo era sua história, que se desenvolveu muito bem nos jogos seguintes. O gameplay era divertido, com o protagonista absorvendo os poderes dos chefes inimigos, ganhando assim habilidades que permitiam passar obstáculos. O jogo também apresentava o conceito de dois mundos, físico e espiritual, o que tinha importância para diversos quebra-cabeças.

Silent Hill (1999)

sgp_top10_psone_silenthill

Quando lançado, Silent Hill aparentava ser um game de terror comum, com criaturas horrendas e sustos, mas o jogo foi muito mais que isso. Com seu terror extremamente psicológico, uma neblina maldita que escondia (ou não) perigos em todos os cantos e um protagoista que estava longe de ser um herói de ação, o jogo era garantia de dar pesadelos de verdade. Silent Hill colocou um ponto de exclamação no gênero de sobrevivência e é referência para inúmeros jogos do estilo atuais, aonde correr de criaturas assustadoras ao invés de atirar, sempre será a melhor opção.

Tony Hawk’s Pro Skater 2 (2000)

sgp_top10_psone_tony_hawl2

É difícil encontrar alguém que não tenha passado horas jogando Tony Hawk’s Pro Skater 2. Esta sequência de outro ótimo jogo, continuou a combinar brilhantemente duas atividades adoradas na época (skate e vídeo games) e expandiu ainda mais o escopo. Cenários grandiosos, lotados de possibilidade, criação de mapas e personagens, uma infinidade de combos e manobras insanas e uma trilha sonora memorável e empolgante. Tony Hawk’s Pro Skater 2 é um clássico inesquecível e ainda está para ser criado algum jogo do gênero que rivalize seu brilhantismo e diversão.

Menções honrosas:

  • Tomb Raider (1996)
  • Twisted Metal 2 (1996)
  • Final Fantasy VII (1997)
  • Mega Man X4 (1997)
  • Gran Turismo 2 (1999)
  • Suikoden II (1999)

A SuperGamePlay é uma revista digital especializada em entretenimento eletrônico. Nossa equipe é fanática por games e trazemos conteúdo diário e em primeira mão, através de notícias, reportagens e opinião, não só dos jogos, mas também de seus talentosos criadores.