Mad Max captura sensação frenética dos filmes em jogo de mundo aberto

25 de junho de 2015

Criado pelo Avalanche Studios, mesmo da série Just Cause, o game de mundo aberto Mad Max esteve presente na E3 2015 com duas ótimas demos jogáveis. Como já vimos pelos trailers, o jogo conta com duas partes principais: combate corporal e outra, que obviamente não faltaria em um jogo baseado nos filmes, combate veicular. Para ambas as partes há customização, seja do personagem para ataques mais poderosos e novas habilidades, ou aprimoramentos do veículo, para resistir mais a ataques, correr mais, etc. Pude jogar um pouco das duas demos, cada uma focando em um desses elementos.

A primeira demo que testei foi de combate veicular. O objetivo era simples, interceptar um comboio para liberar um motor V8 para meu carro. Pelo menos falar é mais fácil do que fazer, pois o comboio estava muito bem protegido. O combate veicular inclui possibilidade de usar diversas armas de dentro do carro, como um arpão ou uma shotgun. Tenho que ressaltar o uso do arpão como fantástico. Poder retirar pneus dos carros inimigos é muito divertido, o que claro, já incapacita o carro na hora. Mas normalmente inimigos não estão sozinhos no carro, muitas vezes com outros inimigos pendurados atrás, então por que não usar o arpão para removê-los também, certo? Posso garantir que a cena é ótima também.

Ao usar o arpão para retirar proteções do carro, ou danificá-las com outras armas, o carro inimigo deixa seu tanque de combustível a mostra, o que como você pode imaginar, gera a irresistível chance de atirar com a shotgun para explodí-lo. Esses momentos são de pura alegria, e capturam muito bem o “feeling” dos filmes, com perseguições, uso de arpões e explosões. E claro, a fim de permitir ao jogador utilizar armas e dirigir ao mesmo tempo, há um momento de câmera lenta que pode ser facilmente ativado, e conforme fui esclarecido ao jogar, é infinito.

Pulando para a outra demo, foi a hora de ver o combate corporal, que pelos trailers já podíamos ver sua clara inspiração na série Batman: Arkham. Basicamente dizendo, é o mesmo estilo dos jogos do homem-morcego, e utilizado perfeitamente. As finalizações são extremamente empolgantes, e você verá Max cortando a garganta e esfaqueando inimigos, ou utilizando suas próprias mãos para quebrar os adversários. Durante a luta é possível utilizar armas que estejam pelo cenário, como bastões explosivos, porém não é algo tão fácil de se fazer, já que os inimigos não dão pausa para isso. O objetivo nessa demo era destruir uma base inimiga, diminuindo o controle na região.

Talvez por se tratar de um projeto em desenvolvimento, o visual ainda não está tão bom quanto o esperado. Com certeza a desenvolvedora deve trabalhar mais em melhorias nas texturas e na distância de visão do personagem. No entanto, já é bom ver que a sensação dos filmes realmente está ali, o que faz a experiência ser mais legítima no universo louco e frenético da franquia. De certa forma, o estúdio já está bem acostumado com explosões e gameplay frenético, basta conferir Just Cause. Mad Max do Avalanche Studios tem lançamento marcado para o dia 1º de Setembro, com versões para PC, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo teria versões para PS3 e Xbox 360, porém estas foram canceladas em Março, confira.

Redator da SuperGamePlay, se apaixonou por videogames na primeira vez que jogou Atari. Preza por uma boa história, é fanático por Metal Gear e está sempre em busca de bons jogos indies. Ama consoles, mas também não larga o PC. Tudo o que queria era mais tempo para terminar todos os jogos que gostaria.