As introduções mais memoráveis da história dos games

21 de setembro de 2014

As cenas de introdução de um jogo tem uma tremenda importância para chamar a atenção do jogador e convidá-lo para fazer parte do universo que está próximo de se desenrolar bem a sua frente. A importância de introduções inteligentes e chamativas era ainda mais relevante no passado, quando produtoras não tinham tantas ferramentas para divulgar seus jogos e os trailers eram bastante escaços (se comparados as dezenas de vídeos pré-lançamento que jogos recebem hoje).

Mas isto não quer dizer que jogos recentes também não contem com introduções épicas, pois ainda existe muito talento na indústria criando estas obras de arte para nosso deleite. A SuperGamePlay resolveu então listar algumas de nossas favoritas e adoraríamos ouvir a opinião e sugestão de vocês nos comentários.

Fallout (1997)

Todos os jogos da série Fallout possuem introduções épicas e entram fácilmente em nossas favoritas. Mas o que a Interplay fez com poucos recursos em 1997 é simplesmente uma obra prima. A introdução do primeiro game da série definiu o tom pós apocalíptico para os outros jogos da franquia e também para inúmeros outros games do gênero lançados até hoje.

BioShock (2007)

BioShock é inegavelmente um dos melhores jogos da história e sua introdução deixa claro, logo de cara, que o jogador não está diante de um FPS tradicional. É impossível não se envolver com o universo de BioShock imediatamente e o trabalho da Irrational Games com esta intro em 2007 é simplesmente genial.

Final Fantasy VIII (1999)

A série Final Fantasy da Square sempre contou com introduções épicas e extremamente bem executadas. É difícil escolher uma, mas Final Fantasy VIII entra na nossa lista por ter sido um grande marco na franquia, ao introduzir pela primeira vez, modelos de personagens mais realistas, o que ajudou a criar um vídeo de introdução inegavelmente espetacular.

World of Warcraft (2004)

Uma das características mais marcantes da Blizzard é seu talento para a criação de vídeos em computação gráfica. Desde os primeiros jogos das séries WarCraft, StarCraft e Diablo, somos agraciados com vídeos introdutórios fantásticos. Esta intro de World of Warcraft de 2004 é nosso destaque. Assistir este adorado universo ser apresentado de forma épica pela primeira vez foi e ainda é uma sensação indescritível.

Half-Life 2 (2004)

A cena introdutória de Half-Life 2 não é longa, nem cheia de efeitos ou imagens impressionantes. Mas quem teve o prazer de jogar esta obra de arte da Valve na época, nunca vai se esquecer desta introdução. As palavras “Wake up Mr. Freeman” são um dos momentos mais aguardados, marcantes e significativos de toda a história dos games.

Metal Gear Solid 3 (2004)

Foram mais de 3 anos de espera pela sequência do fantástico Sons of Liberty e Hideo Kojima sabe agraciar os fãs com cenas e videos fantásticos. Esta introdução de Metal Gear Solid 3: Snake Eater mostra bem isso, transformando um simples salto de paraquedas em um momento totalmente épico e expondo por completo a atmosfera do jogo que está para começar.

Portal 2 (2011)

O game mais recente da nossa lista tem apenas três anos de idade. Com o sucesso de seu antecessor, a Valve na época fez uma boa divulgação de Portal 2, com inúmeros vídeos e trailers. Mas isto não impediu que eles criassem uma das cenas introdutórias mais memoráveis dos últimos tempos. Como não se divertir e se impressionar com toda esta confusão e destruição que acontece enquanto você tem total controle do personagem.

Onimusha 3: Demon Siege (2004)

O terceiro game da série de ação e aventura da Capcom se passa em Paris e tem o ator Jean Reno como um dos protagonistas. A intenção na época era conquistar mais fãs no ocidente, para um jogo tradicionalmente mais famoso no Japão. Mas convenhamos, nada disso era preciso. Basta assistir esta introdução que é uma das mais bem elaboradas, frenéticas e empolgantes da história dos games.

  • Quais cenas iniciais de jogos mais te marcaram? A regra para colaborar nos comentários é simples, basta que sejam os primeiros minutos de um jogo, independente se é apenas um vídeo ou uma mistura de vídeo com gameplay.

Co-fundador e editor da SuperGamePlay. Fanático por games, já quebrou diversos controles jogando Decatlhon no Atari e passou incontáveis horas soprando cartuchos de Super Nintendo. Hoje passa o tempo livre em meio a centenas de jogos, dos mais variados estilos e plataformas.