Dying Light – Vale a pena jogar?

21 de fevereiro de 2015

Nesta nova coluna da SuperGamePlay tentaremos responder de forma rápida e objetiva uma das principais questões do mundo dos games: tal jogo, vale a pena? Como investir tempo e dinheiro em um game hoje em dia não é uma tarefa fácil, utilizamos este espaço para te passar informações rápidas e relevantes sobre o game e também a nossa singela opinião.

Desenvolvedora Produtora Plataformas Gênero Legendas/Dublagem BR
Techland WB Games PC, PlayStation 4, Xbox One FPS, Survival, Terror SIM

Pontos positivos:

  • Gráficos impressionantes e cenários muito detalhados;
  • Mundo aberto recheado de atividades e zumbis (muitos zumbis);
  • Excelente movimentação no estilo parkour;
  • Ótimo sistema progressão e evolução de skills;
  • Dezenas de referências e easter eggs insanos;
  • Modo cooperativo de até quatro jogadores disponível durante todo o jogo;
  • Divertido modo multiplayer competitivo 4 vs 1 (Be the Zombie);

Pontos negativos:

  • Falta de originalidade: muitos elementos copiados de outros jogos;
  • História padrão e sem surpresas em uma temática (zumbis) já desgastada;
  • Side quests muitas vezes repetitivos;
  • Personagens simplistas e sem carisma;
  • Bugs esporádicos no modo cooperativo online;
  • Alguns troféus/conquistas com bugs;

Características marcantes: mundo aberto, história, exploração, violência, sobrevivência, zumbis, customização de armas, parkour, side quests, colecionáveis, modo cooperativo, multiplayer 4 vs 1

Jogos semelhantes: Far Cry 3, Far Cry 4, Fallout 3, Fallout: New Vegas, Dead Island, Mirror’s Edge

Vale a pena? SIM! Nossa nota: 8/10 Tempo Médio: 20 a 30 horas

O mundo aberto imponente, belo e recheado de detalhes, associado a um gameplay bastante divertido e competente, fazem de Dying Light uma ótima pedida. A movimentação no estilo parkour é executada com excelência e o sistema de progressão é bem balanceado. A medida que o personagem evolui, aumentam também as formas criativas de se eliminar zumbis. As qualidades do jogo se ressaltam ainda mais com o modo cooperativo e jogar com amigos é diversão garantida. Uma pena o game não contar com uma história (e personagens) mais envolventes ou interessantes, trazendo uma narrativa padrão, sem surpresas, levemente repetitiva e que agrega muito pouco a um tema já desgastado de tanto uso.

A SuperGamePlay é uma revista digital especializada em entretenimento eletrônico. Nossa equipe é fanática por games e trazemos conteúdo diário e em primeira mão, através de notícias, reportagens e opinião, não só dos jogos, mas também de seus talentosos criadores.