Bethesda justifica assinatura mensal do aguardado The Elder Scrolls Online

12 de março de 2014

A produtora Bethesda se defendeu hoje em entrevista a Gamespot, sobre a pesada assinatura mensal de U$ 14,99 necessária para o aguardadíssimo The Elder Scrolls Online. De acordo com a empresa o valor dará suporte a adição de novo (e significativo) conteúdo no game. “Nós nos sentimos bastante confortáveis sobre o suporte que teremos para o jogo e sobre o que o jogador irá receber em troca da assinatura mensal. Nós também estamos muito confiantes na nossa habilidade de prover conteúdo para o jogo”, disse o vice-presidente da Bethesda, Pete Hines.

O executivo reforça que estes novos conteúdos não serão pacotes festivos como novas roupas ou chapéus diferentes, a ideia da empresa é adicionar conteúdo significativo de forma consistente e regular, como se fossem expansões ao game. Pete Hines ainda completa dizendo que o game seria inferior, caso fosse grátis para jogar: “The Elder Scrolls é gigantestco e permite que você faça o que quiser e vá aonde quiser. Nós acreditamos que ele oferece o tipo de experiência que é digna de uma assinatura mensal. Nós queremos criar a versão que seja a melhor e mais divertida experiência e isto significa colocar muitas pessoas dedicada para criar conteúdo, a cada quatro, cinco, seis semanas”, finalizou.

O aguardadíssimo MMO está em fase beta fechado e tem lançamento previsto para 4 de Abril no PC e Mac. Versões PS4 e Xbox One chegarãm em Junho. Recentemente mostramos o anúncio do elenco de dublagem do game que inclui famosos como John Cleese de Monty Python e a bela Kate Beckinsale.

Co-fundador e editor da SuperGamePlay. Fanático por games, já quebrou diversos controles jogando Decatlhon no Atari e passou incontáveis horas soprando cartuchos de Super Nintendo. Hoje passa o tempo livre em meio a centenas de jogos, dos mais variados estilos e plataformas.