Belo visual e ótimo gameplay são destaques em Horizon: Zero Dawn

2 de setembro de 2016

Com a Brasil Game Show 2016 acontecendo este fim de semana, é fácil notar qual é um dos jogos mais procurados da feira. Se você pensou Horizon: Zero Dawn, você está definitivamente certo. O que a Guerrilla Games consegue entregar com o jogo é algo louvável, principalmente por se tratar de um gênero bem diferente do que a desenvolvedora estava acostumada. A demo disponível na BGS é a mesma apresentada na E3 deste ano durante conferência da Sony, porém um pouco menor.

Antes de iniciar, fui solicitado a assistir um vídeo (dublado em português) que mostrava onde estávamos e o que poderíamos fazer na demonstração. Após esta etapa, parti direto para o controle de Aloy no jogo, que estava em meio a um campo com diversos animais robóticos parecidos com alces. Como o vídeo exibido anteriormente já mostrava, nós poderíamos tomar controle desses animais e usá-los para andar mais rápido pelo mapa, porém algumas sentinelas não deixariam ser tão fácil.

De cara já fui detectado pelos animais e pelas sentinelas, que obviamente me atacaram. Sem saber muito dos controles, tive que correr um pouco até ver o que cada botão fazia, mas assim que descobri consegui me livrar dos seres robóticos. Cada um deixa componentes que posso pegar para usar como material de criação, assim como plantas espalhadas pelo cenário que possuem o mesmo fim. O mais importante, no entanto, foi notar a movimentação natural da personagem, além de um gameplay responsivo e que permite trocar armas e tipos de flecha de forma rápida e fácil.

Outro detalhe que se destaca é o fantástico visual e a impressão de vida que temos com o belo cenário, com diversos animais diferentes andando e uma vegetação densa se movendo com o vento. A demo termina com uma difícil batalha contra um ser estranho que corrompe outros. Horizon: Zero Dawn parece se inspirar em grandes títulos como The Witcher 3 e outros games de mundo aberto. Inspiração esta que é muito bem utilizada, com coleta de recursos, criação, opções de diálogos e mais. Resta ver apenas sobre a história, o que saberemos finalmente em 28 de Fevereiro de 2017.

Redator da SuperGamePlay, se apaixonou por videogames na primeira vez que jogou Atari. Preza por uma boa história, é fanático por Metal Gear e está sempre em busca de bons jogos indies. Ama consoles, mas também não larga o PC. Tudo o que queria era mais tempo para terminar todos os jogos que gostaria.