Aquecimento MGS V: The Phantom Pain – As inesquecíveis músicas tema da série

5 de agosto de 2015

E está cada dia mais próximo o lançamento de um dos jogos mais aguardados do ano, Metal Gear Solid V: The Phantom Pain. E a equipe SuperGamePlay, que é em grande parte composta por fanáticos pela série, não vê a hora de colocar as mãos no dito cujo. Porém, enquanto essa hora não chega, pra ajudar a entrar no clima, matar um pouco a saudade e dar uma relembrada nos títulos da saga até aqui, resolvemos fazer esse post mostrando as músicas tema de cada jogo, afinal quem é fã da série sabe que uma das características mais icônicas da mesma é sua trilha sonora, em especial os temas principais cantados, sempre bastante sentimentais, épicos e a essa altura, muito nostálgicos.

The Best Is Yet to Come

Começando pela canção tema do primeiro jogo da série, Metal Gear Solid, temos “The Best Is Yet to Come”, música original de Rika Muranaka. O título da mesma não poderia ser mais emblemático, soando como uma mensagem para todos que terminam o jogo, de que ainda há muito pela frente e que o melhor ainda está por vir, e de fato, estava, afinal o primeiro título dá apenas o tom da série, deixando inúmeros caminhos e lacunas no enredo a serem preenchidos. Confiram nesse vídeo a canção e a tradução para o inglês:

Can’t Say Goodbye to Yesterday

O nome da música tema do segundo jogo, Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty, acabou também tendo um significado engraçado, embora obviamente não tenha sido sua intenção, na época do lançamento do game muitos fãs não gostaram muito da mudança de personagem central da trama ao longo do jogo, em que Solid Snake é de certa forma substituído pelo novato Raiden. De fato pra muita gente foi difícil dizer adeus ao passado para aceitar um novo herói.

Snake Eater

Aqui é que a coisa fica séria mesmo, Metal Gear Solid 3 apresenta a canção “Snake Eater”, como tema do enigmático personagem central Naked Snake, que iria se tornar o ícone absoluto Big Boss. A música interpretada pela cantora Cynthia Harrell é perfeita para criar o clima da época em que o jogo se passa, transportando o jogador para décadas no passado. Curtam essa sensacional entrada que é até hoje uma das mais famosas e amadas da série:

Here’s to You

O quarto e até então último jogo numerado da série, Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots, traz a também emblemática e inesquecível “Here’s to you” na tocante voz de Lisbeth Scott, música que traz o sentimento carregado do último jogo de Solid Snake como protagonista. Pra muita gente, é difícil ouvir isso sem derramar algumas lágrimas:

Calling to the Night

Embora não seja considerado exatamente como parte do cânone de Metal Gear Solid por não ter sido produzido diretamente por Hideo Kojima, Metal Gear Solid: Portable Ops seguiu a regra de músicas sentimentais bastante ligadas a atmosphera do jogo com a bela “Calling to the Night” de Natasha Farrow. Vejam esse vídeo incrível editado pelo usuário Craig159510 do YouTube que casa a música tema com as belas animações de Yoji Shinkawa feitas para o jogo:

Heavens Divide

E por último mas com certeza não menos importante, a minha canção favorita da saga, a belíssima “Heavens Divide” de Metal Gear Solid: Peace Walker, interpretada pela voz inesquecível da cantora australiana Donna Burke, que aparentemente também será responsável por interpretar a música tema do próximo jogo. A cantora já trabalhou na canção “Sins of The Father”, que apareceu no primeiro trailer do novo jogo da série. Confira abaixo a “Heavens Divide”, música que está presente na playlist padrão de qualquer fã, um deleite para os ouvidos e para o coração:

E por enquanto é isso, agora é curtir a espera pelo próximo jogo e claro, pela próxima música tema que com certeza também será inesquecível. Metal Gear Solid V: The Phantom Pain sai no dia 1º de Setembro de 2015 com versões para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One e acredita-se que será o último jogo da saga. Portanto, antes de começar, lembre-se de deixar uma dúzia de lenços do lado, você poderá precisar.

Redator da SuperGamePlay, escritor, quadrinista, apaixonado por games desde a primeira vez que viu um Mega Drive. Pode não fazer todas as quests secundárias mas vai avaliar cautelosamente a paleta de cores do menu inicial. Um grande filósofo de banheiro que sonha com o dia em que nunca mais precisará dormir.