Os Melhores Jogos de 2016 da SuperGamePlay – Os melhores pelos nossos redatores

31 de dezembro de 2016

Nossa lista dos melhores jogos de 2016 chegou ao seu fim, tendo como primeiro lugar o aclamado Uncharted 4: A Thief’s End. Chegar a esse veredito e listar os jogos em ordem de melhores não é uma tarefa fácil, exigindo muita discussão pela nossa equipe para chegar a um consenso final. É por esse motivo que assumimos a tradição de mostrar a vocês as listas de melhores do ano de cada um de nossos redatores, dando assim uma maior chance de conhecer seus gostos e opiniões pessoais através dos jogos listados por cada um. O ano certamente foi ótimo, portanto confira abaixo nossas listas.

Demetrio Dias

jogos_do_ano_pokemon_go_demetrio

  1. Pokémon GO
  2. Final Fantasy XV
  3. Uncharted 4: A Thief’s End
  4. Dark Souls 3
  5. Tom Clancy’s: The Division

2016 não foi um bom ano. Apesar dessa ser uma das frases mais ditas na internet nas últimas semanas, e ter sido um ano indiscutivelmente traumático em certos aspectos, no que diz respeito ao mundo dos games não é verdade de maneira alguma. Não foi um ano excepcional, principalmente se comparado ao seu antecessor, que com certeza foi histórico, mas foi um ano que trouxe novidades marcantes, e findou longas expectativas com jogos que fizeram valer sua espera.

Gostaria de falar de dois em especial, o primeiro é Final Fantasy XV, que entregou um dos maiores presentes que o mundo dos games poderia receber. Uma série consagrada, de importância ímpar no mundo dos jogos, volta à tona após anos de deslizes, agora com sucesso, beleza e a qualidade que merece, voltando sem dúvida a ser um título respeitado e digno de um futuro brilhante. O segundo é Pokémon GO, jogo que atingiu o inimaginável, ultrapassando o que chamamos de “fenômeno dos games” para ser de fato um fenômeno mundial, sem precedentes. Afinal ver o mundo a nossa volta ser literalmente transformado por um jogo, causando um impacto real na sociedade como Pokémon GO fez, é algo que não se vê todo dia.

Douglas Otoni

jogos_do_ano_doom_douglaswidth=

  1. DOOM
  2. XCOM 2
  3. Overwatch
  4. Battlefield 1
  5. Dark Souls 3

Definitivamente 2016 foi um ano bom, mas não deixará muitas saudades para nós gamers. Com exceção de alguns excelentes jogos, o ano ficará marcado principalmente pela grande quantidade de lançamentos problemáticos, adiamentos, franquias com pouca inovação, e games incompletos e/ou genéricos. Muito aquém do que tivemos no excelente 2015.

Dentre os bons lançamentos que tivemos, é sempre complicado selecionar o melhor dos melhores baseando-se em algum critério (diversão, gráficos, inovação e outros). Entretanto este ano, pelo menos para mim, foi uma tarefa relativamente simples. Todos estes 5 games me marcaram de formas diferentes, como os incríveis efeitos visuais de Battlefield 1, a diversão de se jogar Overwatch entre amigos, e a história e desafio sensacional de XCOM 2 e Dark Souls 3. Entretanto, foi DOOM que conseguiu me surpreender, mesmo se tratando de uma franquia antiga, e de um gênero já bastante explorado.

Apesar de vários atrasos e adiamentos, e de um conturbado e longo ciclo de desenvolvimento, a Id Software conseguiu com muito sucesso, agregar um frescor totalmente novo ao gameplay clássico, frenético e visceral do game original. O grande destaque fica para a excelente mecânica de upgrades de seu arsenal e habilidades, e também para o genial “Glory Kills”, que recompensa o jogador (com munição, vitalidade e outros) por combater os demônios de forma agressiva (diria até suicida em alguns momentos). O resultado disso é uma jogabilidade totalmente insana e viciante. Kudos para Id Software!

Karlos Carrijo

sgp_overwatch_mercy_karlao

  1. Overwatch
  2. Inside
  3. The Witness
  4. Uncharted 4: A Thief’s End
  5. Dark Souls 3

Não é preciso dizer que dois mil e dezesseis foi um ano marcado por acontecimentos negativos. Pessoalmente foi um ano de conquistas e também de derrotas, o mesmo posso dizer do mundo dos games. Infelizmente continuamos a sofrer com jogos cheios de problemas no PC, promessas não cumpridas e games anuais genéricos que pouco fazem para inovar. Porém, o ano também foi palco de jogos fantásticos e até algumas obras-primas que ficarão marcadas para sempre no mundo dos games.

Inside da Playdead e The Witness de Jonathan Blow mostram que o cenário independente continua a ser a casa dos jogos mais criativos e inovadores atualmente. Uncharted 4 e Dark Souls 3 reforçam a competência e o talento de alguns poucos grandes estúdios que ainda se esforçam para criar obras de arte que ficam marcadas para sempre em nossa memória. Porém, foi a invejável qualidade e diversão de Overwatch que mais conquistou meu coração este ano, provando novamente que a Blizzard consegue criar jogos espetaculares, viciantes e eternos de qualquer gênero. Que venha 2017!

Leandro Lamounier

jogos_do_ano_uncharted_4_leandro

  1. Uncharted 4: A Thief’s End
  2. Overwatch
  3. Dark Souls 3
  4. Dishonored 2
  5. The Last Guardian

O ano de 2016 foi especial para os jogos em alguns quesitos, principalmente em relação a dois grandes lançamentos há muito tempo esperados e que atingiram o status de mitos do mundo dos games, obviamente estou falando de Final Fantasy XV e The Last Guardian, ambos excelentes. Minha lista dos melhores jogos do ano se resume a alguns games muito competentes, que como um todo são grandes exemplos de qualidade e diversão, cada um em seu estilo próprio.

Pela primeira vez em minha vida me vi completamente viciado em um jogo multiplayer de tiro, o que foi causado por Overwatch. Enquanto Dark Souls 3 me entregou a ótima relação de amor e ódio, Dishonored 2 satisfez meu desejo por jogos stealth e The Last Guardian me mostrou o poder dos relacionamentos. Mas o grande destaque pra mim é Uncharted 4: A Thief’s End, jogo que finaliza perfeitamente a jornada de Nathan Drake, mostrando novamente a habilidade da Naughty Dog em criar histórias marcantes. O ano foi ótimo e 2017 tem potencial para ser ainda melhor. Que venha o novo ano!

A SuperGamePlay é uma revista digital especializada em entretenimento eletrônico. Nossa equipe é fanática por games e trazemos conteúdo diário e em primeira mão, através de notícias, reportagens e opinião, não só dos jogos, mas também de seus talentosos criadores.